Ataques, Ataques Web, CTFs, Linux

Upgrade no shell reverso

Tempo de leitura: < 1 minuto

Quando conseguimos um shell reverso, geralmente faltam várias coisas que dificultam bastante a interação. Pela falta de um tty, não conseguimos verificar as permissões com “sudo -l”, não conseguimos usar o “vi” e várias outras dificuldades. Então a primeira coisa que costumamos fazer é obter (spawnar) um tty. Porém mesmo após este passo, ainda faltam algumas coisas:

  1. Não tem “autocomplete” com o tab
  2. O comando “clear”não funciona
  3. CTRL+C finaliza o shell

Rodar um “sudo -l” com estas limitações é terrível! Simplesmente não conseguimos dar um “CTRL+C” e somos obrigados a digitar a senha errada três vezes para sair! E quem já teve um shell travado e a única saída era o “CTRL+C” sabe o sofrimento que é ter que refazer todo o shell.

O “rennox” escreveu uma dica que é a solução de todos esses problemas! Com a dica dele, é possível obter um terminal totalmente funcional! É só seguir estes passos:

  1. Usar o Python para “spawnar” um tty digitando o seguinte comando no alvo:
  2. python -c ‘import pty; pty.spawn(“/bin/bash”)’
  3. Coloque o shell reverso em background e altere as configurações do terminal digitando estes comandos no terminal local
  4. CTRL+z
    stty raw -echo
  5. Coloque o shell reverso em primeiro plano (foreground) e defina a variável TERM com estes comandos:
  6. fg
    export TERM=xterm-256color

Pronto! Agora o shell será muito melhor de usar. =D

One Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.